© 2019 - Ciclo Inteligência em E-commerce.
All rights reserved.

BLOG

Categorização de produtos para e-commerce: Conheça a importância e impacto nos resultados

Flávio Beraldo

Por Flávio Beraldo

13 de abril de 2017

Sempre ao montar uma loja virtual ou até mesmo fazer a migração para uma nova plataforma, os profissionais de e-commerce encontram algumas dificuldades, principalmente na etapa de categorização de produtos que é o assunto abordado nesse artigo.

Se você quer saber os impactos positivos ou até mesmo negativos que essa fase pode influenciar nos seus resultados, continue lendo esse conteúdo.

Importância da categorização de produtos

Os resultados futuros de uma loja virtual nessa etapa do projeto podem depender muito do momento do negócio, como por exemplo:

Lojas que estão iniciando: Se você está nesse momento, para obter grandes resultados é essencial que você planeje com sua equipe toda etapa de SEO de acordo com os seus produtos e também planeje a usabilidade que os usuários terão em filtros e ordenação para encontrarem os produtos que desejam adquirir.

Lojas que estão fazendo uma migração: Para lojas que estão fazendo uma migração para uma nova plataforma, essa fase se torna mais complexa, pois se feito da maneira errada poderá resultar em perda de tráfego orgânico, queda na receita e até mesmo influenciar no tempo dos profissionais que trabalham com a mídia paga, pois terão que atualizar as urls dos anúncios.

Veja mais sobre migração nesse conteúdo

http://blog.cicloagenciadigital.com.br/migrar-site-seo/

Agora vamos aos dois fatores que uma boa ou má categorização de produtos em uma loja virtual pode influenciar no aumento das vendas do seu negócio. Eles estão divididos em tráfego e conversão.

Impacto no tráfego orgânico da loja virtual

Esse é realmente o fator mais importante se tratando de um e-commerce, o tráfego orgânico, pois esse canal fará com que você aumente as suas vendas com um custo de aquisição de clientes (CAC) relativamente baixo.

Hierarquia e estrutura de SEO

O primeiro fator para se considerar é que qualquer site que deseja se posicionar organicamente em um buscador deve respeitar as diretrizes e estruturação de como os robôs do Google, Bing e demais buscadores estão interpretando a leitura do conteúdo da sua loja, por isso é fundamental que seu site respeite uma hierarquia e estrutura do SEO.

Para exemplificar na imagem abaixo, peguei um segmento de lojas de artigos esportivos, onde a estrutura se baseia do termo mais amplo “loja de artigos esportivos” até o termo um pouco mais especifico “tênis de corrida”. O conceito de long tail é um conceito que você obrigatoriamente deve trabalhar para obter resultados com SEO.

Veja nesse artigo sobre a cauda longa

http://blog.cicloagenciadigital.com.br/o-que-e-long-tail/

A categorização e sua página

Como deve ficar a sua página de categoria para que o Google e o usuário consigam fazer uma boa leitura do seu conteúdo.

  • Titulo: Insira o termo que represente a categoria do produto, sempre levando em relação o estudo de palavras-chave, feito no seu planejamento de SEO.
  • URL: Trabalhe com urls amigáveis para que facilite na leitura que o mecanismo de busca faz e também que o seu cliente consiga se encontrar na sua loja.

Exemplos de urls

Amigáveis: lojadeartigosesportivos.com.br/tênis/tênis-de-corrida

Não amigáveis: lojadeartigosesportivos.com.br/A8A*PKSP/PKSO888

  • Meta description: A meta não tem nenhum fator relevante no ranqueamento, e sim na CTR que o seu link contém, por isso faça uma descrição atraente para a pessoa que está no buscador entrar em sua loja.
  • Breadcrumb: Conhecido também como “migalhas de pão”, é um mecanismo de localização dentro da estrutura de navegação de um site, isso ajuda o usuário a se encontrar dentro de uma loja virtual e claro isso também ajuda em SEO.
  • Menu principal: A nomenclatura do menu é um fator importante para o SEO e também na navegação do seu cliente em sua loja. Antes de inserir os nomes na categoria, como exemplifiquei na etapa de hierarquia de SEO, faça um estudo de palavras-chave e entenda quais são os termos relevantes para o seu cliente no momento de busca.

 

Página de categoria de produtos


Otimize a página da categoria dos seus produtos com conteúdo rico e uma boa usabilidade.

  • Nome da categoria: De acordo com o seu planejamento de SEO, insira o termo macro da categoria. Verifique no seu site se o título na página parece em H1 no código HTML.
  • Descrição sobre a categoria: Crie um mini texto sobre a categoria, isso é uma ótima prática para SEO e informação relevante para o seu cliente.
  • Ordenação: Na maioria dos e-commerces existem um pequeno botão de ordenação onde o usuário pode filtrar por preço, desconto, mais vendido e etc. Na etapa de SEO você deve utilizar o atributo rel=canonical para que não haja duplicidade de conteúdo.
  • Paginação: Geralmente lojas virtuais que possuem muitos produtos são comuns que exista uma grande quantidade de páginas. Para que não haja problema na sua estratégia de SEO, não se esqueça de utilizar atributos rel=next e rel=prev. Caso sua categoria seja configurada em scroll para os usuários verem os demais produtos, implemente uma página estática para o conteúdo, assim os mecanismos de busca consegue encontrar todos os produtos sem problemas.

Página de produtos

Deixe suas landing pages impecáveis tanto para os buscadores quanto para o seu cliente

  • Título: Assim como a página de categoria, trabalhe com o termo específico do produto e também não se esqueça de verificar o H1 do seu HTML no título.
  • Meta description: Faça uma copy persuasiva para que os usuários entrem no seu site, através da landing Page específica.
  • Imagens dos produtos: Além da boa qualidade que a imagem do seu produto deve possuir, não se esqueça de fazer a nomeação do arquivo de forma correta e também trabalhar com as palavras-chave na tag alt.
  • Descrição do produto: Um fator muito importante é que você e sua equipe foquem em trabalhar em desenvolver descrições de produtos que auxiliem o seu cliente a tirar as dúvidas e também que seja original, pois é muito comum as lojas virtuais utilizarem os textos dos fornecedores, isso é ruim, pois gera duplicidade de conteúdo.
  • Vídeos: Esse formato de conteúdo é realmente uma tendência, se você possui recursos e também tempo para criar esse tipo de material, além de aumentar o tráfego orgânico também conseguirá alavancar sua taxa de conversão.

Complemente seu conteúdo

Você provavelmente já deve ter ouvido que o “conteúdo é rei”, siga esse conceito e desenvolva textos que converta mais.

  • Artigos relacionados: A jornada do consumidor se tornou cada vez mais complexa, pois apenas um texto descritivo sobre o produto, não sana todas as objeções que seu cliente tem. Por isso trabalhe com artigos relacionados na landing Page dos seus produtos e categorias, como dicas, reviews, unboxing e etc.

Impacto na conversão da loja virtual

Ufa! Chegamos ao outro estágio para você montar uma ótima categorização de produtos no seu e-commerce. É onde focamos em aumento da conversão.

  • Usabilidade: Além das implementações de SEO é essencial que exista um planejamento de UX com o objetivo de facilitar a navegação do usuário dentro da loja para que a categorização e informações fiquem fácil do cliente interpretar.
  • Filtros: Um dos fatores importantes para uma boa navegação é as opções de filtros de produtos, categorias, cores, tamanhos e etc. Você pode ver um estudo de caso, de como essa função ajuda no aumento da taxa de conversão, clicando aqui.

Quer mais insights sobre esse assunto? Por isso separei esse Ted Talks

Gostou desse conteúdo para lojas virtuais ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário