© 2019 - Ciclo Inteligência em E-commerce.
All rights reserved.

BLOG

público alvo loja virtual

Como identificar o público-alvo da sua loja virtual?

Alan Rocumback

Por Alan Rocumback

25 de julho de 2019

Certamente, há fatores variados que influenciam nas conquistas e visibilidade alcançadas por uma loja virtual. Desde a criação de um plano de negócio até a implantação de estratégias, existe um ponto primordial a ser definido e com as informações frequentemente trabalhadas: o público-alvo.

Com as modificações relacionadas com o meio digital, os clientes possuem um maior poder de escolha, principalmente ao considerar a diversidade de informações e a competitividade nesse cenário. De uma forma mais precisa, as especificações recebem cada vez mais visibilidade.

Para alcançar destaque, o empreendedor que atua com loja virtual precisa investir continuamente em estratégias digitais. Um dos quesitos para uma orientação adequada no desenvolvimento das táticas é justamente a definição da audiência.

Isso se deve ao fato de que estabelecer o público-alvo em uma empresa viabiliza ações mais precisas no que diz respeito à atração dos clientes, assim como o atendimento de suas expectativas. 

Além de relatar pontos cruciais na identificação, com a proposta de abordar o tema de uma forma mais clara, no decorrer do texto será apontado como exemplo um comércio eletrônico que atua no setor de casa e construção, disponibilizando desde elementos para cobertura metálica até aquecedores.

Por que é importante identificar?

O direcionamento nos planos gerais da empresa torna-se mais claro ao determinar adequadamente o público-alvo. Antes de apresentar quais são os principais pontos que compõem esse processo, é interessante abordar as vantagens de maior destaque, como melhorias nas seguintes questões:

  • Abordagem da empresa;
  • Tipo de conteúdo elaborado;
  • Canais de atuação;
  • Quando e como promover a marca;
  • Ajustes necessários.

Deste modo, há grandes chances de assegurar que as ações estão devidamente direcionadas e consequentemente, que os recursos financeiros serão aproveitados de uma melhor forma. São práticas capazes de transformar a forma de enxergar a empresa, uma vez que com os métodos certos, uma maior autoridade é conquistada.

Esses fatores reforçam a questão de que a marca é impactada de uma maneira geral, pois se um cliente que busca por aquecedor a gás Rinnai se depara com uma empresa preocupada com esses aspectos, principalmente na abordagem adequada, certamente há grandes chances de despertar interesse.

Os principais pontos na descoberta do público-alvo

Descobrir com precisão o público-alvo abrange uma série de questões, que exigem pesquisas específicas. Nesse contexto, definir quais são os pontos a serem atendidos desde o início é crucial, como os seguintes:

1) Valor do produto/serviço

Identificar o valor do produto é importante para as estratégias de comunicação, principalmente por envolver quesitos como detectar o tipo de solução oferecida, situações de uso e o perfil das pessoas que recorrem ao produto.

Por exemplo, o corrimão em aço inox apresenta grande durabilidade, proteção contra oxidação, além da facilidade para a limpeza. É o tipo de produto amplamente buscado por locais como indústrias e restaurantes. 

Neste ponto, é válido observar que já é possível estabelecer uma melhor divisão, em que o nicho de compradores é direcionado para o B2B (Business to Business), ou seja, outras empresas.

Apesar desse fator, deve-se considerar a existência de grupos divergentes que poderiam usar o produto. Afinal, há opções que oferecem grande versatilidade, especialmente no setor de casa e construção, como no caso de materiais básicos para obras, como concreto para laje.

Mesmo quando há nichos diferentes, é preciso averiguar com cautela cada um para identificar se a empresa possui condições de trabalhar de forma abrangente ou se o custo-benefício seria mais interessante com um maior foco.

2) Descoberta

O primeiro ponto está relacionado predominantemente com a identificação das pessoas que serão o foco do diálogo da empresa, assim como a influência positiva que os produtos podem proporcionar para atender suas necessidades.

Para prosseguir na definição do público-alvo é preciso buscar uma maior compreensão dos dados semelhantes. Um método muito visado nesse meio é a pesquisa, que pode ser realizada por meio de formulários online. Para tornar os resultados mais precisos e a experiência mais prática para as pessoas, há possibilidade de investir em modelos mais dinâmicos, como em escalas de notas e múltipla escolha.

A obtenção de resultados assertivos por meio de pesquisas só é possibilitada quando há de fato dados com caráter estatístico e claramente, com um volume significativo. Caso contrário, dificilmente a empresa conseguirá ter como base as pesquisas realizadas por conta própria. 

Ainda mais, há outras possibilidades ao se tratar de pesquisas, como recorrer aos dados de entidades que efetuam esse tipo de atividade de forma ampla.

3) Definição

A partir das pesquisas elaboradas, deve ser possível identificar de forma clara com quem o diálogo será desenvolvido e as vantagens de maior perceptibilidade dos produtos. Diferentes critérios devem ser preenchidos para chegar nesse estágio, como idade, gênero, renda, estado civil, se a solução é para empresas ou clientes finais, estado civil e qualquer outra informação social que os profissionais julguem como crucial.

Por se tratar de uma loja virtual abrangente, há necessidade de ir além nesse tipo de identificação. Por isso, outro conceito de grande importância para as estratégias é aplicado, a persona, que será apresentado a seguir.

Qual é a diferença entre público-alvo e persona?

Pode-se observar que a concepção do público-alvo está relacionada com pontos mais gerais dos consumidores em potencial, já ao abordar a persona, corresponde a um perfil semi fictício do cliente ideal. 

Determinar a persona proporciona grandes chances para que os profissionais da empresa compreenda ainda melhor quem é o consumidor. Além dos aspectos apresentados ao se tratar do público-alvo, os seguintes critérios são atendidos:

  • Hábitos de consumo;
  • Redes sociais mais usadas;
  • Valores;
  • Hobbies;
  • Necessidades em relação ao produto;
  • Dúvidas;
  • Estilo de vida.

Para compreender os benefícios da definição da persona, se pode citar como exemplo um usuário que busca por colocação de porcelanato. Com as informações bem definidas, será possível apostar nos canais mais adequados para atrair o cliente em potencial, assim como os assuntos e formatos mais favoráveis.

Encontrar a persona também contribui com o processo de definir as palavras-chave, que são os termos que as pessoas aplicam para as pesquisas. Por exemplo, na procura por portão basculante, os usuários empregam diferentes termos e com base em estudos, os profissionais observam as palavras-chave mais favoráveis para a estratégia.

Esses termos acabam sendo importantes para criar sites, conteúdos para blogs e páginas da empresa. É uma forma de apresentar o conteúdo precisamente para quem buscou pelo termo.

É interessante observar que caso e-commerce esteja buscando uma forma de compreender seus consumidores, a definição do público-alvo deve ser o primeiro passo, principalmente por se tratar de algo abrangente e que já contribui com uma visão mais precisa do empreendedor.

Quais ferramentas podem ser utilizadas?

Há diversos recursos que podem ser aplicados para otimizar o processo de definir o público-alvo e para estudá-lo.  É crucial analisar quais são os conteúdos de maior visibilidade, unir dados sobre palavras-chave e estudar quais são os reparos necessários nas ações de marketing empregadas.

O Google Trends é um exemplo de ferramenta digital que recebe grande visibilidade, sendo propícia para visualizar quais são as pessoas que pesquisam sobre determinados temas e o que tem maior visibilidade.

Diversos dados podem ser obtidos de acordo com os propósitos da empresa para aprimorar ainda mais o direcionamento através da segmentação. Por exemplo, no caso de telha esmaltada preço, é possível averiguar na ferramenta as informações demográficas sobre as pesquisas e o volume.

É válido ressaltar que a pesquisa  é uma forma de obter informações sobre o mercado e consumidores, principalmente em relação aos problemas e as oportunidades de maior destaque. Desse modo, o empreendedor pode traçar estratégias com riscos amenizados.

Ferramentas também podem ser implementadas nesse caso, como a Typeform que permite desenvolver pesquisas eficazes e a plataforma Survey Money, que possibilita a realização de questionários e direcionamento por e-mail no decorrer da pesquisa. 

Há opções como a Survio que disponibilizam modelos pré desenvolvidos de pesquisa, o que pode ser mais favorável para alguns empreendedores. Por exemplo, se existe a necessidade de efetuar uma pesquisa sobre forros metálicos, o profissional pode avaliar quais são as opções mais favoráveis e selecionar a que pode ser alinhada com a pesquisa almejada pela empresa.

Além dos aspectos abordados, para selecionar a ferramenta adequada, é preciso averiguar o tipo de suporte proporcionado, interface, modo de exportação de dados, entre outros.

Uma vez que os aspectos gerais foram definidos, é possível segmentar cada vez mais o público por meio da elaboração da persona. Sabidamente, cada empresa reúne suas particularidades e por isso, não há exatidão em cada passo a ser tomado. Por essa razão, é imprescindível  ter o suporte de profissionais especializados.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.