© 2019 - Ciclo Inteligência em E-commerce.
All rights reserved.

BLOG

Computador aberto no site do Mercado Livre

Como vender pelo Mercado Livre: tudo o que você precisa saber

Flávio Beraldo

Por Flávio Beraldo

22 de agosto de 2019

Será que realmente vale a pena comercializar os produtos da sua loja virtual em um marketplace? É possível vender pelo Mercado Livre, por exemplo, e conquistar reconhecimento de marca sem entender de programação?

Nos últimos dias, muita gente têm me perguntado sobre isso nas redes sociais da Ciclo. Eu conversei com alguns e mostrei os pontos positivos e negativos sobre vender no Mercado Livre. 

Mas, como o assunto é bem amplo, resolvi explicar melhor sobre isso aqui no blog. 

Então, este artigo é para você que quer saber tudo sobre como vender pelo Mercado Livre. Seja para iniciar a comercialização de produtos pela internet ou se você já possui um e-commerce e quer aumentar o alcance da sua marca. 

E, além disso, você conhecerá os principais passos para iniciar as suas vendas por esse canal.

O que é o Mercado Livre?

Primeiramente, vou começar explicando o que é Mercado Livre para quem não sabe. 

Ao contrário do que muita gente pensa, o Mercado Livre não é um e-commerce, e sim um marketplace. 

Em outras palavras, é uma empresa que oferece o serviço de comércio eletrônico para outras empresas e pessoas. Lá é possível vender, comprar, pagar e anunciar produtos. 

Qual a diferença entre marketplace e e-commerce?

A resposta para essa pergunta é bem simples. 

No e-commerce, ou loja virtual, a empresa comercializa os seus próprios produtos em seu próprio site. 

Em contrapartida, no marketplace os produtos são  cadastrados e vendidos por diversos lojistas. Como se fosse um shopping, por exemplo. E, há sempre uma segunda empresa que gerencia a plataforma por meio da tecnologia.

Vale a pena vender pelo Mercado Livre?

Para te responder essa pergunta, eu fiz questão de visitar o site deles para colher alguns dados interessantes sobre o mercado. 

Pessoa segurando o celular com o app do Mercado Livre aberto

Bom, para começar, o Mercado Livre é o maior marketplace da América Latina, e um dos principais do Brasil. Inclusive, aqui no país, é o 5º site mais acessado da web, com 52 milhões de visitas por mês. 

O número de usuários ativos gira em torno de 211 milhões. Esses usuários se comportam de forma bem viva, isso porque a cada segundo, nove vendas são realizadas na plataforma.

E, a concorrência é alta, com mais de 10 milhões de anunciantes e vendedores.

Finalmente, acho que esses números foram suficientes para te convencer que vale a pena vender pelo Mercado Livre e que é possível gerar reconhecimento de marca na plataforma, né?! 

Como vender pelo Mercado Livre

Agora que você já tem o panorama geral deste marketplace, chegou a hora de aprender a vender por esse canal. 

Crie uma conta

Primeiramente, você deve criar uma conta como vendedor. Para isso, basta acessar o site do Mercado Livre, e clicar na aba “Vender”, que fica no menu superior horizontal. 

Print da página do Mercado Livre

Então, você será redirecionado para a página de cadastro. Clicando em “Sou novo”, você deve preencher um breve formulário com as suas informações e criar a conta.

Print da página de cadastro no Mercado Livre

Selecione o que você deseja anunciar

O próximo passo é selecionar o que você vai anunciar no site. O próprio marketplace vai te dar algumas opções. 

Print da página de escolha do que anunciar no Mercado Livre

Se você selecionar produtos, o Mercado Livre vai te direcionar para uma jornada de criação do seu primeiro anúncio. Fique tranquilo, essas etapas são bem intuitivas.

Por outro lado, se você selecionar qualquer uma das outras três opções, você será redirecionado para um funil, onde terá que especificar melhor sobre o seu tipo de negócio.

Descreva o que você deseja anunciar

Print da página de descrição do anúncio no Mercado Livre

Este é uma simulação de como poderíamos anunciar os serviços da Ciclo, por exemplo. 

Depois, você pode preencher as informações gerais, como descrição, imagens, e vídeos, sobre o seu produto. Eu recomendo fortemente que faça isso da forma mais detalhada possível. Isso porque, estudos comprovam que quanto mais informações os consumidores têm sobre os produtos, mais propensos eles estão a comprar. 

Além disso, você deverá inserir mais informações sobre a sua empresa e as condições de venda, bem como o preço.

Escolha um tipo de anúncio

Existem duas formas de exibir os seus produtos ou serviços para os usuários no Mercado Livre: da maneira gratuita e anunciando.

Este é o último passo. O site te dará em torno de 5 opções, elas variam por tipo, duração do anúncio, exposição (número de pessoas impactadas), publicidade e a tarifa. 

Cofre de porquinho
  • Gratuita: possui uma baixa visibilidade e o Mercado Livre não permite para vendedores que possuem acima de uma unidade no estoque de um determinado produto.
  • Anúncio: é possível alcançar mais pessoas e aumentar as suas chances de vender, de acordo com a opção que você escolher. 

Seguindo esses passos você conseguirá vender no Mercado Livre. 

Como vender bem pelo Mercado Livre?

O fato do Mercado Livre possuir milhões de visitantes, não significa que você vai começar a vender da noite para o dia. 

Isso porque, diversos fatores são levados em consideração tanto no momento de anunciar, quanto no momento do cliente finalizar a compra. 

Mas, a boa notícia é que existem alguns alguns pontos que é fundamental que você trabalhe caso queira aumentar a probabilidade de conversão e vender bem no Mercado Livre.

Otimize seus produtos para mecanismos de busca

Provavelmente você já sabe que os mecanismos de busca tem um papel fundamental na jornada de compra dos consumidores, certo?!

Homem de negócios utilizando o Google

Por isso, deixar de aplicar as táticas de SEO no Mercado Livre pode fazer com que você perca boas oportunidades de vendas. 

Eu recomendo que antes mesmo de cadastrar os seus produtos, você crie um texto seguindo as boas práticas de SEO para e-commerce, com otimizações de palavras-chave, heading tags e etc.  

Imagens

Uma boa forma de inibir as objeções dos seus possíveis clientes e aumentar sua taxa de conversão, é possuir boas imagens dos seus produtos ou serviços.

Homem fotografando com uma câmera profissional

Para isso, é recomendado que você utilize:

  • Imagens de alta qualidade;
  • Visões alternativas e detalhadas sobre o produto;
  • Contexto com a utilização do produto;

Além disso, você pode gerar um diferencial perante aos outros lojistas utilizando imagens próprias. 

Vídeos

Alguns produtos necessitam de mais informações sobre a sua capacidade e funcionalidade, além de descritivas e visuais.

Homem gravando vídeos

Um formato de conteúdo que pode te ajudar com isso é o próprio vídeo.

Fazer um demonstrativo para os seus clientes, pode ajudá-lo no momento de decisão de compra. E além disso, pode evitar, inclusive, uma possível insatisfação sobre o produto adquirido.

Prova social

Outro fator muito importante é a prova social, ou seja, como os consumidores estão avaliando a sua loja no Mercado Livre.

Por isso, é fundamental que você trabalhe estratégias para entregar um bom produto aos seus clientes.

Mulher avaliando compra

Informações importantes sobre vender pelo Mercado Livre

Vale ressaltar também que a maior parte dos marketplaces cobram por comissão em cima do volume de vendas. Ou seja, uma porcentagem do valor vendido será direcionada para a plataforma. 

Além disso, para anunciar os seus produtos no Mercado Livre, é preciso que você tenha um controle de estoque muito eficiente. Principalmente se você já tiver um e-commerce e quer integrar a oferta no marketplace para expandir os canais de venda. 

Finalmente, eu espero que esse artigo tenha te ajudado a entender como funciona a lógica de um marketplace na teoria e na prática.

Agora que você já sabe tudo sobre vender no Mercado Livre, eu te convido a ler os demais artigos do blog da Ciclo sobre otimização de e-commerce, vendas, marketing digital, gestão e muito mais!