© 2019 - Ciclo Inteligência em E-commerce.
All rights reserved.

BLOG

Lista de marketplaces

Flávio Beraldo

Por Flávio Beraldo

16 de maio de 2018

Muitos varejistas e empreendedores veem investindo, cada vez mais, em modelos de negócio inovadores, na qual, podem chamar de: marketplace. E é através da aplicação do mesmo, que hoje existem diversas empresa com esse modelo de negócio, como Mercado Livre, Elo7, Amazon, e entre outros da lista de marketplaces estão se destacando e fazendo sucesso diante do mercado.

Para explicar melhor, o marketplace é uma plataforma que oferece diversas funções, dentre elas: serviços de transação, curadoria, organização e outras ferramentas, a fim de atrair mais clientes, resultando assim no lucro da empresa, não é mesmo? E é por isso que os investidores apostam desta maneira, pois com pouco dinheiro investido, eles conseguem aumentar as operações e os clientes de forma crescente, principalmente para quem entra cedo no negócio.

Assim, venha entender um pouco mais sobre este assunto:

Lista de marketplaces: o que é e como funciona

Para quem não conhece, o termo marketplace significa ‘lugar de compras’, isto é, é um shopping virtual. Então, vários lojistas se reúnem a fim de vender seus produtos num mesmo lugar, diferentemente do e-commerce. Qualquer pessoa pode vender no marketplace, com quanto que respeite as regras de ingresso de cada shopping virtual. Quem desenvolve e administra a plataforma, estabelece quais são os requisitos de ingresso, quais são as taxas a serem pagas e como podem atuar no mercado.

E o marketplace funciona da seguinte maneira: o site é divido em duas partes para o acesso – um para os lojistas e o outro, para os clientes. O lojista sendo de um segmento de nicho ou não, customiza seus produtos ofertados e lida com a organização do marketplace. Enquanto, o cliente acessa a loja virtual, e encontra produtos de vários fornecedores e marcas de sua preferência. O marketplace pode trabalhar com todas as lojas, agrupando-as em segmentos, como em uma loja de departamentos.

A importância de um marketplace

Já explicamos o que é o marketplace e como funciona, agora entenda a importância do vendedor ter um. O primeiro fator é o aumento de vendas e de fidelização dos clientes, na qual, oferece todas ferramentas necessárias para você criar ações que garanta o valor à experiência do usuário com a sua marca.

Além disso, o marketplace não exige um grande investimento de marketing, nem em TI (tecnologia da informação) com o desenvolvimento e hospedagem da loja virtual. Então, não se preocupe com isso, porque a empresa que gerencia o marketplace, está cuidando de tudo por você!

Em outras palavras, o marketplace é excelente para o seu negócio, pois aumenta o faturamento enquanto reduz os custos, garantindo a lucratividade da sua loja virtual. Outro fator, é aproveitar o período do chamado Black Friday, onde os lojistas ‘fazem a festa’ oferecendo produtos com preços especiais e aproveitando a oportunidade para que o cliente possa ter uma experiência positiva diante do produto, garantindo que ele volte a comprar outras vezes.

Porém, antes de continuarmos, é preciso saber que existe mais uma informação importante: não confunda, o que é marketplace e o que é e-commerce, pois existem diferença entre esses termos.

Como entrar em um marketplace

O primeiro passo é pesquisar quais são os melhores marketplaces no Brasil, e verifica são as exigências para se tornar também um lojista. O segundo passo é analisar quais são as taxas a serem pagas, pois em cada venda, você deixa uma porcentagem para o administrador da plataforma. E é através desta ação, que os negócios continuam em andamento.

Agora, nesta terceira etapa, esteja com a documentação em mãos e aprovada. Coloque o seu login e senha de acesso a loja virtual dentro do marketplace. Assim, o ideal é fazer o upload das fotos dos produtos selecionados, criar descrições para cada uma, definir os preços, enviar as melhores condições de pagamento e pronto! Você já está inserido num marketplace.

Como funciona os pagamentos no marketplace?

O lojista precisa entender desde o começo, algumas questões, dentre elas é: como funciona o pagamento no marketplace? Com isso, ele precisa entender que a plataforma está ‘integrada’ com a ferramenta de pagamentos, que pode ser própria ou de terceiros, oferecendo uma vasta opção de pagamento, como cartão de crédito e de débito, boletos bancários, transferências, e outros meios, na qual, fiquem acessíveis ao bolso do cliente.

Assim, quando o consumidor faz uma compra, o valor da taxa é cobrada pelo marketplace, automaticamente se é descontado do montante e o restante é direcionado na conta do lojista. Caso queira, você tem a opção de retirar o valor semanalmente ou mensalmente, como prefira.

Lista de marketplace: quais são os mais conhecidos no Brasil

A seguir, listamos os cinco principais marketplace mais utilizadas aqui no Brasil, que podem servir de exemplo na pesquisa para quem pretende vender em marketplaces, assim buscando novas parcerias.

B2W

Criada no final de 2006, aB2W Digital é uma empresa de comércio elétrico, líder a América Latina e tem uma operação de marketplace em rápido crescimento. Seu objetivo é conectar pessoas, negócios e produtos numa mesma plataforma digital.

Hoje, ela administra diversas marcas como as lojas Americanas, o Submarino, o ShopTime e Sou Barato. Assim por ser considerado um dos maiores, por oferecer serviços de tecnologia, logística, distribuição, atendimento e pagamentos.

Wallmart

De origem americana, o supermercado Wallmart atua desde 1995 em lojas físicas, como também em e-commerce também. Presente em 18 estados, a empresa conseguiu nesses anos abranger seu ramo para vários formatos, como: supermercado, atacado, supermercado, lojas vizinhas e como clube de compras.

Netshoes

Netshoes pode ser um exemplo de marketplace brasileiro, sendo considerado o melhor do segmento de produtos esportivos e itens relacionados do mundo. Atuante desde 2000, a marca atende em diversos países, como Brasil, México e na Argentina, além de administrar nas lojas oficiais dos clubes de futebol: Santos Futebol Clube, Corinthians, São Paulo Futebol Clube, Palmeiras, Cruzeiro, Vasco da Gama, Coritiba, Cruz Azul, River Plate, San Lorenzo, América do México e Monterrey.

Além das lojas oficiais das marcas: UFC, Seleção Brasileira de Futebol, NBA, NFL, Oakley, Puma, Havainas, Timberland, Topper, Mizumo e Globo Esporte. Por isso, que é um e-commerce que a cada ano vem crescimento, mas sendo mais sustentável.

Amazon

Também não podemos deixar de comentar da Amazon, empresa transnacional do comércio eletrônico. Tendo sua sede em Seatlle, nos Estados Unidos, esse marketplace fez grande diferença na venda de produtos na internet.

A linha de produtos da Amazon é bastante diversificada, contando com as mídias (livros, DVDs, CDs e softwares), vestuário, produtos para bebês, eletrônicos de consumo, de beleza, comida gourmet, mercearias, itens de saúde e higiene pessoal, suprimentos industriais, artigos para cozinha, joias, utensílios de jardim, instrumentos musicais, artigos esportivos, ferramentas, itens para o automóvel, brinquedos e jogos.

Mercado Livre

Fundada em 1999, nosso último destaque é a empresa argentina de tecnologia, Mercado Livre, oferece soluções de comércio eletrônico para pessoas e empresas comprarem, venderem pagarem e anunciarem seus produtos na internet. Hoje, operando em cerca de 19 países o site é um dos e-commerce mais conhecidos na América Latina, em termos de números de visitantes. Além disso, o Mercado Livre é considerado um dos 50 sites com mais Page Views, o décimo site mais acessado do planeta.

Quer uma agência de marketing digital para ajudar nas vendas da sua loja virtual? Entre em contato conosco.

Gostou desse conteúdo ou ficou com dúvida? Deixe seu comentário