© 2019 - Ciclo Inteligência em E-commerce.
All rights reserved.

BLOG

Taxa de Abandono de Carrinho: Conheça mais sobre esse estatística

Flávio Beraldo

Por Flávio Beraldo

21 de março de 2017

As altas taxas de abandono de carrinho vem preocupando gestores e donos de e-commerce. Estimativas conservadoras tem fixado a taxa de abandono por volta de 60%, sendo que algumas pesquisas independentes tem jogado esses números para a casa dos 80%.

Realmente são números difíceis de ignorar e até identificar suas causas. Em estudo recente realizado pela empresa VWO, foram levantadas algumas questões que demonstram os gargalos no momento de realizar uma compra e o porquê de se abandonar os produtos no carrinho.

Acompanhe este conteúdo e ao final, baixe o material com a pesquisa completa. Através destas valiosas informações, você terá um olhar diferente do seu e-commerce e poderá propor melhorias que ajudem a aumentar a conversão na sua loja.

Principais informações

  • 72% dos carrinhos abandonados não são irrevogavelmente perdidos. Os visitantes passam a comprar os produtos por outros meios.
  • 30% dos compradores dizem que os comentários dos clientes os ajudam a ganhar confiança ao fazer compras em um site desconhecido.
  • Em 19%, os reviews foram seguidos pela presença de selos de segurança.
  • Em 25%, o custo de transporte inesperado é a maior razão para o abandono do carrinho.
  • 45% dos compradores on-line dizem ter adicionado pelo menos uma vez um produto ao carrinho, a fim de ver o valor total de compra, inclusive de envio.
  • 10% dos compradores on-line adicionam um produto ao carrinho com a única intenção de receber alertas mais tarde, quando o produto vai à venda.
  • 58% dos compradores online dizem que irão comprar um produto que abandonaram se receberem um e-mail dizendo que agora está disponível com desconto ou se vêem um anúncio dizendo o mesmo.
  • 25% dos compradores dizem ter pelo menos uma vez abandonado uma compra porque seu banco rejeitou a transação.
  • Cerca de 59% compradores têm abandonado pelo menos uma vez uma compra porque o site pediu informações pessoais que não eram confortáveis para compartilhamento.
  • 34% dos entrevistados disseram que abandonaram a compra porque lhes pediram seu número de segurança social.

Q1 – O que impede você de concluir o processo de compra on-line?

  • Não mostrar o valor total da compra é maior razão para o abandono de carrinho.

Se você optou por comprar um produto inicialmente abandonado, como você completou a compra?

  • 41% dos entrevistados passam a comprar em outros sites. Os fatores que contribuem para a deserção são melhores ofertas, mais fatores de confiança na compra e mais rápido de envio – nessa ordem.

Você já comprou de um site que você não estava familiarizado? Se sim, o que convenceu você a comprar?

  • Os indicadores de confiança como os comentários dos clientes e os selos de segurança desempenham o maior papel em convencer os visitantes a comprar com um site desconhecido.
  • Boas experiências de outros clientes funcionam como reforço positivo para os visitantes, enquanto a presença de selos de segurança atenua o medo de roubo de informações do cartão de crédito.

Entenda a importância do selo de segurança e o que ele tem haver com gatilhos mentais:

http://blog.cicloagenciadigital.com.br/gatilhos-mentais-no-e-commerce/

Você já adicionou um produto ao carrinho sem a intenção de comprar? Se sim, por quê?

  • 45% dos compradores têm pelo menos uma vez adicionado um produto ao carrinho, a fim de verificar o preço, inclusive de envio. Isso mostra que os sites não estão fazendo um grande trabalho de mostrar o custo, inclusive de envio antecipadamente, criando uma barreira na experiência do usuário.
  • 10% dos compradores dizem que adicionam um produto ao carrinho apenas para receber alertas quando o produto entra em promoção. Esse comportamento demonstra diferentes usos do carrinho diferente do convencional.

Se você adicionou um produto ao seu carrinho e não comprou, que ação adicional irá motivá-lo a comprar?

  • É claro que há um grande espaço para retargeting, como 58% entrevistados disseram que estão abertos para comprar o produto que inicialmente abandonado quando é oferecido novamente com um desconto.
  • O princípio psicológico da escassez também funciona como 9% dizem que irão comprá-lo se eles são notificados de que está indo em desconto através de um e-mail ou um anúncio.

Você já abandonou uma compra porque seu banco rejeitou a transação?

  • 25% dos entrevistados dizem ter abandonado as compras pelo menos uma vez por causa do banco rejeitar as transações.
  • Estes abandonos poderiam ser facilmente resgatados pelos varejistas, oferecendo Paypal e opção de dinheiro na entrega.

Se você está apenas navegando e não olhando ativamente para comprar, o que vai incentivá-lo a fazer a compra?

  • 99% dos compradores que apenas navegam nas páginas admitem incentivos de tempo limitado para encorajá-los a considerar seriamente compras.
  • Esses descontos e táticas de envio gratuito podem ser usados para induzir a urgência, mas o uso excessivo também pode gerar desconfiança. Assim, tais táticas devem ser usadas com moderação.

Qual é a parte mais frustrante do processo de checkout?

  • Em 32%, os compradores on-line disseram que preencher as mesmas informações duas vezes é a maior perda do processo de pagamento.
  • Excesso de campos no formulário fica em segundo, próximo a 26%.

Você já decidiu não comprar algo porque o site pediu informações pessoais que você não estava confortável em compartilhar?

  • Quase 60% dos compradores on-line têm abandonado pelo menos uma vez uma compra porque o site pediu informações pessoais que não estavam à vontade para compartilhar.
  • Surpreendentemente, 34% dos entrevistados disseram que lhes pediram seu número de segurança social.

Como pode ver através dos dados, muitas das melhorias influenciam significativamente na finalização da compra. É preciso melhorar a experiência de quem navega pelas páginas do e-commerce, de modo a facilitar o processo de compra. Você pode conferir maiores informações deste estudo através deste link.

Gostou desse conteúdo ou ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário